Medo de perder a visão? Saiba o que pode ser

Problemas oculares podem ocorrer em qualquer faixa etária, mas o grupo mais propenso a desenvolver essas complicações é a terceira idade. Com o tempo, o sistema ocular começa a exibir sinais de fadiga. Além disso, o olho poder manifestar alterações de doenças sistêmicas, como hipertensão arterial, diabetes, doenças reumáticas, entre outras.

Muitas vezes os problemas se agravam devido à tendência natural do ser humano de tentar se adaptar ao desconforto visual, associado à automedicação (muito comum no Brasil). Por isso, o paciente deve estar consciente da sua saúde visual: assim que algum sintoma se manifestar, procure seu oftalmologista. Mesmo sem qualquer sintoma aparente, é muito importante visitar um especialista antes dos 40 anos de idade. É muito mais fácil tratar qualquer doença no início e prevenir é sempre melhor que remediar.

Confira alguns sintomas que podem indicar problemas de visão:

 

Visão turva

É um dos sintomas mais frequentes relacionados a problemas oculares. Pode ocorrer em apenas um olho ou se manifestar nos dois, afetar a visão por completo ou só uma parte. Um sintoma comumente associado é dor de cabeça e, em alguns casos, náuseas.

Distorções

Provoca a perda gradual da visão com distorções nas imagens centrais. Pode estar associada à degeneração macular relacionada à idade (DMRI), sendo que essa é a principal causa de cegueira em idosos. Não existe um tratamento definitivo para essa doença, mas é possível o acompanhamento do problema para retardar seus efeitos nocivos.

Dores de cabeça

Geralmente associadas a alterações refrativas, como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou presbiopia. Quando a causa é algum distúrbio da visão, o tratamento pode ser feito por meio de correções ópticas (óculos ou lentes de contato) ou cirurgias.

Olhos vermelhos

A irritação ocular ou o “olho vermelho“ pode ter diversas causas e é uma das queixas mais comuns em oftalmologia. É ocasionado pela presença de corpos estranhos, conjuntivites, alergias, traumas, uso indevido de lentes de contato, uso crônico de colírios para glaucoma, ou até mesmo inflamações mais graves. Pode ocorrer ainda prurido, secreções, dores ou baixa de visão. Só mesmo o seu oftalmologista pode fazer um diagnóstico correto. Procure um e consulte-se!