O que é Glaucoma?

O glaucoma refere-se a um grupo de doenças oculares que provocam danos irreparáveis ao nervo óptico. Tais danos, por sua vez, são causados pelo aumento da pressão nos olhos. Vale lembrar que possuir níveis normais de pressão não isenta o paciente de desenvolver o glaucoma, justamente por existir uma série de fatores que podem ocasionar a doença. Silenciosa, é e a segunda maior causa de cegueira no mundo, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde). Não há cura para o problema, mas é perfeitamente possível controlá-lo. Por isso é imprescindível fazer os exames para retardar a manifestação das complicações com tratamento e medicação. Se diagnosticado precocemente, evita-se até mesmo a cegueira.

Esclareça a seguir as principais dúvidas sobre o glaucoma.

 Quais os sintomas?

Glaucoma é uma doença com sintomas difíceis de perceber nos primeiros momentos, pois ataca de forma sutil. Se o problema não for tratado de forma correta, a visão começa a estreitar e escure até chegar à perda total. Por isso, não é aconselhável que o paciente aguarde a manifestação dos sintomas, mas faça exames periódicos para identificar qualquer problema. Um tratamento com especialista atrasará o surgimento da doença por meio de tratamentos específicos. Como é uma doença de caráter hereditário, pessoas com histórico da doença na família são os que mais devem se preocupar em fazer os exames preventivos. Além da hereditariedade, também são considerados pertencentes ao grupo de risco:

  • Pessoas com mais de 40 anos de idade – o risco aumenta quando o indivíduo chega a essa faixa etária (cerca de 2% da população brasileira);
  • De etnia negra – Pessoas negras podem ser mais afetadas. O risco é quatro vezes maior em relação às pessoas de pele branca;
  • Altos míopes – Pessoas míopes que usam lentes acima de seis graus;
  • Diabéticos;
  • Pacientes que tiveram trauma ocular ou doenças intraoculares.

Além de todas essas atenções, é necessário que os pacientes também se atentem quanto à classificação da doença:

Glaucoma primário de ângulo aberto

Esse é o tipo de glaucoma mais comum. Inicia-se de forma imperceptível e demorada, causando a cegueira total após muitos anos.

Glaucoma de ângulo fechado

Nesse tipo, o paciente pode sentir dores e “visão borrada”. É um tipo de glaucoma mais perigoso, pois pode levar à perda da visão em um curto espaço de tempo. Requer uma atenção maior e tratamento imediato.

Glaucoma congênito

É uma doença genética rara que atinge os bebês, que normalmente já nascem com o problema, decorrente da má formação dos olhos durante o período de gestação. O tratamento se dá através de cirurgias.

Glaucoma secundário

Proveniente de uma complicação de várias condições médicas resultantes: cirurgia ocular, catarata avançada, tumores, lesões, inflamações e até do uso excessivo de remédios.

Glaucoma tem cura?

Não existe uma cura para o glaucoma, mas é possível retardar a doença e controlá-la de forma satisfatória através de um tratamento adequado. Como é uma doença que causa cegueira irreversível, é necessário que o paciente dê continuidade ao tratamento para reduzir a pressão e evitar a perda da visão.

Após diagnosticado, o paciente precisa seguir todos os cuidados e mudar seu estilo de vida para acelerar a recuperação. Aqui vão algumas dicas:

  • Seguir uma dieta saudável, já que vitaminas e nutrientes ajudam a melhorar a visão;
  • exercitar-se reduz a pressão ocular, mas antes de começar atividades físicas, recomenda-se procurar orientação adequada;
  • hidrate-se, pois água sempre faz bem ao corpo e a saúde dos seus olhos também necessita dessa atenção. Porém, o excesso também é prejudicial;
  • Restrinja o uso de cafeína, pois em grande quantidade, essa substância aumenta a pressão ocular, assim como a água.

De qualquer forma, antes de tomar qualquer atitude, é necessário procurar um médico oftalmologista.

Quer esclarecer mais dúvidas sobre o glaucoma? A Clínica Olhos possui um dos mais renomados especialistas na área, com vasto conhecimento na área. Quanto mais rápido identificar a doença e iniciar o tratamento, mais demorado será o aparecimento das complicações. Faça-nos uma visita!